Indústria 4.0 chegou & Cadê a Escola 4.0?

Indústria 4.0  chegou e os professores já estão prontos para este novo cenário?

img_8339Participei do “O Encontro Unificado de Computação do Piauí“(ENUCOMPI 2018) que tem sua proposta alinhada a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2018) com o tema “Ciência e Tecnologia na Geração do Conhecimento”.O evento aconteceu de 07 a 09 de novembro  na cidade de Floriano -Piauí na Universidade Federal do Piauí- UFPI. Minha  fala foi sobre a Revolução Industrial 4.0  e minhas experiências como  professora na era desta  revolução tecnológica.

“Somente mantendo a educação baseada nas relações humanas e na empatia, podemos enfrentar os grandes desafios do Século 21.” 

“Ensinar não é apenas preparar os alunos para uma determinada força de trabalho, mas também se tornar agentes de mudança que tenham uma influência positiva na humanidade”.

Click  AQUI e veja o slide da minha apresentação

industria-4-0-d

Hoje estamos vivendo  uma nova revolução industrial que difere de todas as anteriores. Foi chamada como a Quarta Revolução Industrial (RI4) ou Indústria 4.0. Ela vem na sequência, obviamente, das outras revoluções industriais: a primeira revolução impulsionada principalmente pela máquina a vapor, a segunda pelo advento da eletrificação, produção em massa e divisão do trabalho e a terceira pelo surgimento da internet, computadores, redes e máquinas digitais.

img_8301

A quarta revolução atual está vendo uma interação entre muitos campos (nanotecnologia, pesquisa cerebral, impressão 3D, redes móveis e computação), criando realidades impensáveis. A Indústria 4.0 está transformando a maneira como vivemos e a maneira como trabalhamos. Alguns empregos desaparecerão, outros crescerão e postos de trabalho que nem existem hoje se tornarão comuns. Um link de alguns novos empregos AQUI

Mas como a Indústria 4.0  deve impactar na educação?

7rj3rcm2bwva6pbrnx4wh6-970-80Os futuros trabalhadores precisarão ter habilidades com as tecnologias emergentes, mas também, como importante, nos valores associados ao uso dessas tecnologias. No futuro, devemos não apenas possuir a capacidade de desenvolver a tecnologia, mas também saber se, quando e onde usar essa tecnologia. Esse tipo de pensamento é reflexivo e interdisciplinar. As escolas devem se reinventar rapidamente. Eles precisam se adaptar às exigências do RI4 e têm a obrigação de sair de sua concha, seus espaços herméticos e tentar dar o máximo de oportunidades possíveis, criando os contextos adequados para que os alunos estejam preparados para os trabalhos futuros. O problema no futuro não poderia ser a falta de emprego, mas a escassez de competências que os novos empregos exigirão.

A grande questão é:  como as escolas podem se adaptar a Indústria 4.0?

fakenewsOs alunos e professores precisam entender como eles podem correlacionar e usar e aplicar diferentes conhecimentos em contextos diversificados, o que eles realmente significam e como eles podem criar sinergias entre diferentes assuntos para desenvolver / criar “ algo ” que se conecta ao mundo real. Isso nos leva a outro ponto muito importante: os alunos precisam trabalhar em uma estrutura de projetos e, a partir daí, precisam colaborar com seus colegas, com seus professores e com o mundo exterior. Eles precisam desenvolver novas formas de comunicação; eles precisam ser colocados diante de situações complexas para desenvolver o pensamento crítico e a resolução de problemas complexos e aprender a ser criativo, adaptável e  flexível.

A escola de hoje…

escola-de-hoje … e as escolas estão usando os mesmos métodos, os mesmos processos para educar nossa geração futura. Ele os mantém sentados em pequenas cadeiras por longas horas apenas ouvindo, ouvindo e no final pedem aos alunos que provem seus conhecimentos através de um exame que será esquecido em minutos. A escola de hoje precisa  urgentimente trabalhar  com as habilidades dos  4Cscomunicação, criatividade, colaboração e pensamento crítico

dsc_2098cSeis finalistas internacionalmente reconhecidos do Global Teacher Prize” publicaram um  livro (Ensinando na Quarta Revolução Industrial: Permanecendo no Precipício; Routledge, março de 2018), no qual compartilham sua visão e estratégias para um sistema educacional que atenda às necessidades deste futuro. Vou citar duas falas desses professores.

Como um bom professor prepara seus alunos para a Quarta Revolução Industrial?

livro-4-0

Nadia Lopez ( uma das professoras finalistas deste concurso responde): Os professores devem ser aprendizes ao longo da vida. Ensinar não é apenas preparar os alunos para uma determinada força de trabalho, mas também se tornar agentes de mudança que tenham uma influência positiva na humanidade. Quando ensinamos às meninas que elas podem ser empreendedoras, arquitetos, cientistas da computação e engenheiros, começamos a destruir os estereótipos que os limitam de perseguir toda e qualquer carreira. A educação pode construir pontes em todo o mundo e podemos aprender uns com os outros.

Como a educação pode nos levar através de um futuro desconhecido a um lugar de paz e prosperidade?

img_0664Michael Soskil:  Somente mantendo a educação baseada nas relações humanas e na empatia, podemos enfrentar os grandes desafios do Século 21. Nossos alunos anseiam pela oportunidade de fazer a diferença e moldar o planeta que herdarão de nós. Nossa sociedade global enfrenta perigos de desigualdade dentro e fora de nossas escolas. Se quisermos realizar a visão pacífica e próspera do futuro que desejamos, o foco na equidade através e dentro de nossos sistemas educacionais deve ser uma de nossas principais forças motrizes. Aumentar a desigualdade será uma das ameaças mais graves para a saúde da nossa sociedade futura.

Click  AQUI e veja o slide da minha apresentação.

Algumas fotosfoto1

ENUCOMPI 2018

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *